Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 8, 2017

Arma de fogo e legítima defesa

Imagem
O site da revista The Economist chama atenção, em nota breve, para um estudo publicado no periódico Journal of the American Medical Association (JAMA) sobre o impacto  das leis "stand your ground" -- literalmente, "defenda sua posição" -- que ampliam o número de situações em que o uso letal de armas de fogo pode ser considerado um ato de "legítima defesa". O JAMA avaliou os efeitos das leis sob uma perspectiva de saúde pública: no caso, seu efeito sobre a estatística de homicídios.

Essas as leis eliminam a obrigação, por parte da pessoa que se sente ameaçada, de procurar outros meios de se proteger antes de usar de violência letal contra o agressor. O princípio de "stand your ground" foi usado, com sucesso, na defesa de  George Zimmerman, que matou a tiros o adolescente negro -- desarmado -- Trayvon Martin, em 2012.

A análise do JAMA mostra que a entrada em vigor de uma lei desse tipo elevou a taxa mensal de mortes por armas de fogo em 34% na F…

Ciência sobre ciência

Imagem
O método científico não é uma varinha mágica ou uma máquina cromada e inoxidável que produz verdades incontestáveis. É um conjunto mais ou menos estruturado de práticas descobertas (ou inventadas), ao longo dos últimos séculos, para evitar que as pessoas mintam para si mesmas ou tirem conclusões erradas quando investigam a realidade -- por exemplo, achando que o movimento aparente das estrelas no céu causa as estações do ano, ou que arrancar o coração de um prisioneiro de guerra, amarrado no alto da pirâmide, é um sacrifício necessário para impedir que o Sol se apague.

Um artigo publicado recentemente no periódico Nature Human Behavior  cita três fontes comuns de autoengano: apofenia, a tendência de ver padrões onde só existe caos; viés de confirmação, a tendência de prestar atenção numa mera fração da informação disponível (a fração que parece confirmar nossas preconcepções); e viés do retrovisor, a tendência de considerar certas sequências de eventos "óbvias" ou "pre…