sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Reação instintiva prevê felicidade no casamento

Você pode não ser capaz de prever, conscientemente, se o futuro de seu casamento vai ser feliz ou miserável, mas seus instintos mais profundos são, sugere estudo publicado na revista Science da semana passada. Um grupo de psicólogos de três universidades americanas acompanhou 135 casais – todos recém-casados no início da pesquisa – por quatro anos, pedindo, a cada seis meses, que avaliassem conscientemente o relacionamento e, também, submetendo-os a testes criados para determinar qual a visão automática, instintiva, que tinham do parceiro. (Leia a nota completa na coluna Telescópio do Jornal da Unicamp)

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Você é mais "lado direito" ou "lado esquerdo" do cérebro?

Volta e meia ressurgem nas redes sociais links para testes que se propõem a determinar se o cérebro de uma pessoa é mais “lado direito” ou “lado esquerdo”. Isso porque, como todo mundo sabe, o lado esquerdo do cérebro é lógico, matemático, preciso. O lado direito é intuitivo, emocional, poético. Senhor Spock é lado esquerdo. Dr. McCoy é lado direito. Xadrez é lado esquerdo. Ciranda-cirandinha é lado direito. Céticos são lado esquerdo. Astrólogos-alquimistas, lado direito. Certo? Desculpe cortar o barato mas, na verdade, não. (Leia a íntegra do artigo no site da Revista Galileu)

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

A medida da "pegada ecológica" humana é otimista demais?

O indicador conhecido como “pegada ecológica” (PE), que busca medir quanto da capacidade biológica da Terra está sendo usada pela humanidade, não serve para orientar políticas públicas porque subestima a degradação ambiental causada pela atividade agrícola, pela pesca e pela urbanização, entre outros fatores, diz artigo publicado na edição de novembro do periódico online PLoS Biology. (Leia mais a respeito deste assunto, e outros, na coluna Telescópio do Jornal da Unicamp).