Postagens

Mostrando postagens de Julho 21, 2013

Minha palestra na UFSM

Nesta segunda-feira, dia 22, participei, como palestrante, do lançamento da revista Arco, publicação de divulgação científica da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), no Rio Grande do Sul. A editora-chefe Luciane Treulieb me fez o convite via Facebook -- eis aí as redes sociais funcionando -- e, como não me mandaram de volta para casa em lombo de burro (e ainda me pagaram um jantar!), creio que o que eu tinha a dizer não foi lá muito impertinente ou ofensivo. Publico, abaixo, o texto que havia preparado para a palestra e que, como de costume, não corresponde exatamente ao que eu disse, mas chega bem perto. 


“A ciência é importante demais para ser deixada aos cientistas”
Lee Nisbet
Quando a Luciane me convidou para falar com vocês nesta festa de lançamento da revista Arco, o tema que ela sugeriu foi: jornalismo científico e o papel da universidade na divulgação da ciência.

Trabalho com jornalismo científico e divulgação há vinte anos, e estou dentro de uma universidade, a Univers…

Ô da Folha, cadê os muçulmanos, os judeus, os mórmons, os ateus?

O jornal Folha de S. Paulo publica, neste domingo, um caderno sobre o catolicismo no Brasil. Uma das principais atrações é o resultado de uma pesquisa (divulgada também pelo irmão popular do grupo, o Agora) indicando queda na proporção de brasileiros que se declaram católicos -- não exatamente uma novidade, mas algo bom de lembrar nestes tempos de oba-oba vaticanício. Há, no entanto, algo curioso no gráfico: ele aponta "católicos", "evangélicos pentecostais", "evangélicos não pentecostais" e "espíritas kardecistas".

Por alguma mágica do Datafolha, sumiram do Brasil os judeus, os muçulmanos, os budistas, as pessoas sem filiação religiosa definida e, claro, os agnósticos e ateus.

Ora, ora. Deixe de ser implicante, seu ateu pentelho. Esses grupos não aparecem porque "dão traço" na população, como, por exemplo, faz a audiência dos canais de TV católicos. São irrelevantes demais para serem contados.

O problema com essa explicação, em tese p…