Postagens

Mostrando postagens de Março 11, 2012

E, apresentando: o Universo

Imagem
A Nasa divulgou um mosaico de imagens, feitas pela sonda Wise, cobrindo todo o céu. Em outras palavras, trata-se de uma foto completa do Universo observável -- dentro, claro, do poder de definição da Wise, e em infravermelho, que é a faixa do espectro que a sonda foi construída para cobrir. Acho que clicando na imagem dá para ampliar. Se não, há uma versão completa, com zoom, aqui.

De acordo com a nota divulgada pela Nasa, "pequenos objetos móveis", como asteroides e planetas, foram removidos da imagem, para não poluir o efeito geral. A grande faixa brilhante no centro é, como talvez já tenha dado para desconfiar, o plano da Via-Láctea, a galáxia da qual fazemos parte, olhando-se na direção de seu centro.

Abaixo, uma versão legendada da imagem (em tamanho original, aqui):


Só para dar uma ideia de escala: tem um pontinho mixuruca marcad perto do canto direito da imagem com a legenda "Thor's Helmet" ("Capacete de Thor"). Trata-se de uma nuvem de gás em…

Needle, à venda. Comigo dentro.

Imagem
Saiu, finalmente: está à venda na livraria virtual lulu.com a edição mais recente da revista americana de mistério e suspense Needle, editada por Steve Weddle. Eu compareço com o conto Bad for Business, a respeito de um motel-puteiro que tem como proprietário um investigador da polícia civil. Sórdido? Claro.

A revista, afinal, se apresenta como "a magazine of noir", e faz por valer o nome: em sua edição anterior, trouxe um conto de Gil Brewer, cujas histórias sobre crimes motivados por perversões sexuais tornaram-no virtualmente impublicável no fim da vida -- e ele morreu em 1983.

A capa da edição com o meu conto é esta aí à esquerda. Só posso dizer que ando tendo sorte com meus capistas ultimamente (meu conto pós-apocalíptico Antropomaquia vai sair na coletânea Fantasias Urbanas, que também tem uma capa estonteante).

O conto foi escrito diretamente em inglês. Não se trata de minha primeira publicação no mercado americano: já saí, em priscas eras, num número do clássico fan…

A quem serve a universidade confessional?

Meu mórbido interesse pelas intrusões das hierarquias da fé na esfera pública chamou-me a atenção para manifestação de um bispo, Luiz Gonzaga Bergonzini, a respeito da natureza das Pontifícias Universidades Católicas (PUCs) e dos limites à liberdade de pensamento de seus docentes, num comentário a respeito de posições -- a favor dos direitos reprodutivos da mulher e da eutanásia -- defendidas no blog do jornalista Leonardo Sakamoto, professor da PUC-SP.

Basicamente, Bergonzini diz que as PUCs são universidades católicas, estabelecidas e governadas pela Santa Madre, e portanto quem discorda da linha oficial do Vaticano não tem nada que lecionar por lá. O argumento é plausível: uma Universidade Corintiana certamente haveria de fazer restrições a professores com a camisa do Palmeiras, e uma Universidade Tucana dificilmente toleraria um professor de história que defendesse, em sala de aula, que Lula foi o melhor presidente da história do Brasil.

Não ajuda nada, também, o fato de Sakamoto …

Para o mundo que eu quero descer!

Olha que domingo legal: João de Deus no Estadão, JJ Benítez na Folha. A entrevista com o autor de Operação Cavalo de Troia tem o pretexto de estar num caderno de entretenimento, onde nada é para se levar muito a sério mesmo (quem ainda se lembra de quando a Ilustrada era um caderno sério de cultura?), mas sofre do título inepto: "Autor que refuta a Bíblia...". Refutar, crianças, é provar de forma cabal que algo está errado. Benítez não faz isso. O que o editor responsável pelo título queria dizer é "Autor que contesta" ou, vá lá, "que polemiza". Fica a dica.

(Uma pequena digressão: na entrevista, Benítez diz que os Evangelhos omitem o fato de que Maria não entendia a missão de Jesus. Ele está errado: em Marcos, fica bem claro que a família de Jesus achava que o Filho do Homem estava doidão e precisava ser detido. Mc 3:31: "Quando os seus o souberam, saíram para o reter; pois diziam: "Ele está fora de si."").

O caso do Estado é, certame…