Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 27, 2011

Nas ondas do rádio!

Imagem
Ou, nos cabos da internet: meu bate-papo com o pessoal do programa Rock com Ciência, da Universidade Federal de Viçosa, vai ao ar neste sábado, dia 5, às 17h.

O tema são estudos sobre o poder da oração e o mecanismo das curas pela fé. Discutimos a análise estatítisca pioneira realizada por Francis Galton no século XIX, um grande estudo recente feito nos Estados Unidos e, perto do fim do programa, ofereço uma bênção que deve curar dores de cabeça instantaneamente e fazer os relógios dos ouvintes voltarem a funcionar.

(Sério.)

Mas você deve ouvir mesmo por causa da trilha sonora, que vai de Elvis Presley a Pantera (eu havia sugerido também Gloria Gaynor, mas o pessoal não quis usar, por algum motivo...).

Queria agradecer ao Rubens Pazza pelo convite, e a todo o pessoal do Rock com Ciência pela conversa. E espero que os leitores deste blog aproveitem a oportunidade para ouvir o melífluo som de minha voz... Ah, claro: o programa vai aparecer online aqui.

Carnaval e o massacre de mídia

Imagem
Se você está online lendo blogs, em vez de estar preso na estrada a caminho de tomar chuva na praia e/ou curtindo uma ressaca desgraçada, talvez se identifique com o experimento imaginário que vou propor agora.

Suponha que, nos 30 dias anteriores ao carnaval -- também vale copa do mundo ou olimpíada -- os meios e comunicação se abstivessem, não de noticiar o assunto, mas de bombá-lo.

(Para quem estiver desconfortável com o jargão: noticiar é divulgar um fato específico de interesse público -- tipo, Geisy Arruda foi vítima de tentativa de agressão -- bombar é insistir no tema mesmo na ausência de novos fatos relevantes -- tipo, Geisy Arruda comprou vestidinho polêmico na loja "X".)

Hipótese a ser testada no experimento: afinal, o "brasileiro" -- este estereótipo que os marqueteiros adoram -- realmente se interessa tanto por festas e eventos esportivos?

Trata-se de uma tentativa de isolar o real interesse do público do efeito claque: o assunto "A" domina a …

21 gramas é o peso da alma?

Imagem
Outro dia encontrei uma propaganda do filme 21 gramas, de Alejandro Iñárritu, e me lembrei de que a quantidade de massa que dá título à película vem do suposto peso da alma humana. Não pela primeira vez, me perguntei da onde diabos esse número teria vindo, e ontem finalmente achei uma boa candidata a resposta, no livro Search for the Soul, de Milbourne Christopher.

Formado por uma série de artigos que descrevem, cada um, um tipo de experimento realizado para tentar detectar a "alma" humana -- entendida como uma entidade dotada de existência própria e separada do corpo -- o livro tem um capítulo sobre os esforços de pesar o espírito.

O valor de 21 gramas aparece logo no primeiro deles, realizado pelo médico Duncan McDougall, e que deu origem a um "paper" publicado em 1907 no Journal of the American Society for Psychical Research.

A história: McDougall preparou um leito hospitalar montado sobre uma balança, e convidou voluntários -- pacientes terminais de doenças com…

Formiga zumbi com fungo no cérebro

Imagem
A imagem acima, retirada desta nota da National Geographic, mostra um exemplar do fungo Ophiocordyceps camponoti-balzani brotando do cérebro de uma formiga brasileira. O fungo é capaz de dominar a "mente" da formiga, forçando-a a se dirigir para um lugar favorável para seu crescimento e reprodução. Uma vez lá, ele a mata.

Existem quatro espécies de fungo que fazem isso -- assumem o controle do inseto, matam-no e se alimentam dele -- e todas são brasileiras.  Eu pessoalmente acho que deveriam se chamar PMDB, PSDB, PT e DEM, mas essa é só a minha opinião.

Que mais posso dizer? Os maçons se referem a Deus como o "Grade arquiteto do Universo". Galileu dizia que Ele era matemático. Darwin fez seu famoso comentário sobre o Capelão do Diabo e a crueldade da natureza. Para mim, se existe um designer universal, Ele deve ser o Grande Roteirista Cósmico de Filmes B.

E a ISS ficou pronta... sem o Brasil

Imagem
Com a abertura, nesta semana, do módulo europeu Leonardo, a construção da Estação Espacial Internacional (ISS) está, finalmente e após 12 longos anos, completa. As próximas duas -- últimas -- missões de ônibus espaciais previstas levarão instrumentos científicos e peças de reposição à ISS, mas o Leonardo é a última adição de espaço habitável a ser feita ao posto orbital.

Uma vez completada a montagem, a estação deve ter uma vida útil, em sua configuração plena, de dez anos. O presidente dos EUA, Barack Obama, abandonou a diretriz de derrubar a ISS em 2015 -- como previsto pelo governo Bush -- e optou por mantê-la operacional até 2020.

Se isso por um lado parece ser uma boa ideia (não há muito sentido passar 12 anos construindo algo que só vai ser usado plenamente por cinco), por outro amarra recursos que poderiam estar sendo usados para levar astronautas a  Marte. É por essas e outras que muita gente (eu inclusive) se refere à órbita da Terra como um "atoleiro": gastam-se bi…

Ficção de Polpa: Crime!

Imagem
Eu já havia cometido uns quatro ou cinco contos misturando fc e mistério antes de sentar para escrever As Muralhas Verdes, minha contribuição para o quarto volume da série gaúcha Ficção de Polpa, da Não Editora, mas este conto é bem diferente dos anteriores porque (a) nele não só a mistura ficção científica/mistério é radicalmente diferente (nele, o elemento de fc é apenas incidental) e (b) ele representa meu primeiro exercício no mundo dos "crimes impossíveis", à la John Dickson Carr e Edward Hoch.

Ficou bom? Comprem o livro (que deve estar disponível no fim do mês) e descubram!

(Amostra grátis ao pé da postagem...)

O que eu sei que é bom é o conto de Octavio Aragão, O Caso do Americano Audaz, que traz uma aventura perdida do colega do Dr. Watson.

Atualmente estou me metendo a escrever um romance de mistério, por falar nisso. Se vai ficar bom não sei, mas o processo de construção da história lembra muito o de bolar um truque de mágica -- o objetivo sendo fazer o leitor/espe…

Momento CSI: perícia judicial prova que pizzas são sólidas

Imagem
Enquanto os tribunais brasileiros reclamam de falta de verba e o ex-ministro do STF Eros Grau exercita seu precioso latim numa tentativa de convencer os leitores do Estadão de que não há nada demais em o Estado brasileiro, que está constitucionalmente proibido de "estabelecer aliança" com religiões, oferecer ensino religioso e celebrar tratados com o Vaticano, o juiz James P. MacElree, do Estado da Pensilvânia, agindo com galhardia e imbuído do mais elevado espírito público, gasta dinheiro do próprio bolso para realizar uma perícia científica com consequências sísmicas:  pizzas são sólidas?

A história é descrita em detalhe no blog da revista Discover, mas resumindo: um cara jogou um pedaço de pizza num carro na rua. A lei da Pensilvânia considera ilegal "arremessar objetos sólidos" nas vias públicas. A defesa do cara argumenta: mas, será que a pizza preenche os requisitos de "objeto sólido"?

A sentença do meritíssimo MacElree merece ser lida na íntegra, m…

Há dez anos, nesta data...

Imagem
O Taleban dava início à sistemática destruição dos Budas de Bamiyan, que haviam vigiado o Vale de Bamiyan, no Afeganistão, por 1.500 anos. De acordo com este artigo do ScienceNOW, as estátuas, de 38 e 55 metros, foram esculpidas diretamente no arenito do vale, que abrigava um complexo de mosteiros budistas no momento em que essa religião em particular começava a se espalhar pela Ásia Central.

A análise dos fragmentos deixados pelos fanáticos iconoclastas revelou que as estátuas eram pintadas, uma de vermelho e outra de branco, confirmando relatos feitos por viajantes que visitaram o local no século XI. Os destroços dos dois colossos também permitiram uma datação mais precisa das estátuas, determinando que foram erigidas entre os séculos VI e VII.

A mesma análise revelou que, embora as estátuas tenham sido esculpidas na rocha da encosta, seus trajes tinham sido feitos de argila "lisa como porcelana". A imagem acima foi feita por Arnold Metzinger, e tenta mostrar como os buda…

Lembre-se: espermatozoides resistem a Coca-Cola

Imagem
Acho que todo mundo já ouviu as histórias mais escabrosas sobre o poder corrosivo da Coca-Cola: como ela desentope pias; como um osso ou dente deixado para curtir num copo do refrigerante fica mole depois de alguns dias (deixar um osso ou dente alguns dias num copo de limonada tem o mesmo efeito, aliás). Enfim: sejam quais forem os poderes destrutivos da Coca-Cola, o esperma humano é imune.

O website Improbable Research, mantido pelo mesmo grupo que anualmente oferece o Prêmio IgNobel, chama a atenção de seus leitores, nesta terça-feira, para a notícia de um casal vietnamita que tentou evitar a gravidez lavando a vagina da moça com Coca-Cola após la petite mort, mas não obteve o resultado esperado.

O assunto chamou a atenção do pessoal do IgNobel porque o prêmio de Química de 2008 foi dividido entre dois grupos, um que disse ter descoberto que a Coca-Cola era um bom espermicida e outro dizendo ter provado que o primeiro grupo estava errado.

O estudo com resultado negativo foi bem minu…

Cristianismo e bruxaria na África: atração fatal

Imagem
Volta e meia a mídia internacional produz uma história sobre os efeitos trágicos que certas superstições têm na África -- por exemplo, como a perseguição e mutilação de albinos na Tanzânia, as condenações por bruxaria no Malawi, ou o uso de beterraba como remédio contra aids -- mas esses informes tendem a ser esporádicos, e vistos em conjunto forma um mosaico cheio de lacunas.

Uma visão mais  completa pode ser extraída de um relatório publicado em 2010 pela Unesco, com o título Crianças acusadas de bruxaria, que chama a a atenção para o papel catalisador que a religião cristã tem nessas atrocidades.

É um texto de 59 páginas e, embora apele para o tipo de eufemismo que faz da linguagem da burocracia da ONU uma fonte universal de piadas de mau gosto (por exemplo: "Comportamentos comumente associados à acusação de bruxaria incluem violência, maus tratos, abuso, infanticídio e abandono de crianças. De uma perspectiva ocidental, essas práticas representam violações dos direitos das cr…

Retrato de família: Reia, anéis e Dione

Imagem
No primeiro plano da imagem acima o que se vê é o polo sul de Reia, a segunda maior lua de Saturno (com 1.500 km de diâmetro, fica atrás apenas de Titã, mais de três vezes maior). Reia foi descoberta por Giovanni Cassini em 1672, e batizada com o nome da esposa do titã Saturno.

Abaixo do polo sul de Reia vemos Dione, também descoberta por Cassini, batizada com o nome de uma sobrinha de Saturno, filha de Tétis e mãe de Afrodite. Dione tem 1.100 km de diâmetro. As luas Dione e Reia são muito parecidas entre si, com rotação travada pela gravidade do planeta e temperaturas extremamente baixas para os nossos padrões (máxima de -174º C).

As duas luas também também parecem ser formadas principalmente de água congelada, que nessa faixa de temperatura se comporta como se fosse rocha -- apresentando montanhas, planícies e crateras.

Abaixo das duas luas, os famosos anéis de Saturno. A foto foi feita pela sonda Cassini, batizada em homenagem ao descobridor das irmãs fotografadas.

Telefone celular, seu cérebro e o noticiário seletivo

Imagem
Acho que quase todo mundo viu ou ouvir falar, na semana passada, deste despacho da agência inglesa Reuters sobre um estudo que indica que o uso de telefones celulares aumenta o fluxo de sangue no cérebro, especificamente do lado da cabeça onde o aparelho está encostado. Embora o texto tenha tido o cuidado de informar que o "impacto na saúde não está claro", está claro que a frase deixa, no ar, a noção de que algum impacto na saúde há de haver.

Curiosamente, no entanto, não vi em nenhum dos grandes "outlets" nacionais de mídia a repercussão deste press-release da Universidade de Manchester, dando conta de um levantamento estatístico que procurou alguma correlação entre a disseminação do uso do celular na Inglaterra e o número de casos de câncer de cérebro. Os cientistas usaram dados de 1998 a 2007.

O que eles encontraram? Nichts. Niente. Nichego. Rien. Nishto. Nothing. Nada.


(Em alguns pontos da web brasileira mais -- com o perdão do trocadilho -- antenados que a gra…

Estudar mais pode ser bom para a sua saúde

Imagem
Eis aqui uma curiosa correlação estatística que pesquisadores da Universidade Brown, nos EUA, encontraram: entre anos de estudo e saúde.

Resumindo: uma pesquisa que acompanhou 3.890 pessoas, ao longo de 30 anos, mostrou que homens com 17 anos de escola ou mais têm menor índice de massa corporal, bebem menos e fumam menos que homens com menor escolaridade. 
No caso das mulheres, o impacto é ainda mais dramático, com uma redução de mais de 3 pontos de pressão sistólica nas que fazem ensino médio, em comparação com as que não completaram essa etapa, e de 2 pontos extras nas que vão à faculdade.

Para os homens, a o ganho em pressão é de 2 pontos por terminar o ensino médio, sem benefício mensurável na educação superior.

De acordo com os autores do trabalho, publicado no periódico online BMC Public Health, mesmo quando variáveis como condição econômica e idade foram controladas, a correlação se manteve. Quando o controle aplicado foi de estilo de vida -- se a pessoa, independentemente do gr…